01 setembro 2018

25ª Bienal do Livro de SP

Oi, gente!
Demorei mas finalmente um post pra falar da Bienal!!
Eu tinha declarado uns meses atrás que pretendia ir na Bienal desse ano.
Era um dos vários eventos que nunca tinha ido, embora quisesse muito sempre.
Várias coisas estavam no meu caminho de fazer todas as viagens que pretendia para esse ano, mas já está tudo praticamente resolvido.

No fim decidi não ir com cosplay na Bienal porque realmente fui lá para comprar coisas, e ver o evento inteiro.


Eu também pretendia ver acompanhar algumas pessoas e estar de cosplay torna esse processo todo muito incômodo.
Então fui de mim mesma, fã de livros conhecer essa feira que sempre quis conhecer.

Estive com o amado e com a Sakura, que foi minha colega de quarto durante a faculdade.
Depois de 2 anos separadas conseguimos nos ver. Fiquei imensamente feliz.
Foi ela que me introduziu àquelas bebidinhas com bolinhas dentro que NOSSA QUE COISA MARAVILHOSA QUERO NOVAMENTE.
Realmente para livros a Bienal estava maravilhosa.
Consegui comprar livros legais por 5 dinheiros apenas.


 Eu consegui comprar o gigantesco Mulheres Perigosas por menos de finty reais, e também comprei o Morte da Luz do Georjão que queria ler depois de ver umas resenhas por ai, né?
Inclusive, George Martin um dos autores mais presentes na Bienal sem dúvidas, todo canto tinha uma banquinha dele. Esse homem deve estar rico demais, sinceramente.
Eu fiquei um pouco chocada com a quantidade de livros de Youtubers na feira. Eu nunca imaginei que tivessem TANTOS dessa maneira.
Vários inclusive com estandes imensos e coloridos. Jamais esperei.


Para mangás a Bienal não estava boa, o que é meio compreensível, né?
Os preços da Comix estavam bem salgadinhos para o meu gosto, e não consegui completar a coleção de NURA porque faltava no estande precisamente o volume que eu preciso. É muita má sorte, sinceramente.
Consegui comprar só o All You Need is Kill com a arte do Takeshi Obata, que é um dos artistas de mangá que mais gosto.
Esses demônios estavam 22 reais cada, e parando pra pensar de maneira racional agora aqui na minha casa, eu tive a capacidade de gastar mais na Bienal com 2 mangás, do que com todo os livros JUNTOS.
Eu sou muito trouxa, sinceramente.


Enfim, foi uma feira muito legal que espero poder revisitar no futuro para comprar tudo o que eu tiver direito.
O único livro que realmente queria muito e não consegui encontrar foi uma versão específica de O Retrato de Dorian Gray, que achei que encontraria lá e não consegui. Talvez eu não tenha olhado no lugar certo.
Mas tudo bem, a internet está ai pra isso, né? Só preciso procurar com calma da próxima vez.

É isso que eu tinha pra contar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são lidos e respondidos.
Comentários com teor preconceituoso ou intolerante não serão publicados.