27 maio 2013

Dez coisas que odeio em você, Cosplay!

Oi, gente! Como passaram a semana?
Bem? Bonitos?
Minha máquina morreu durante o final de semana, e não consegui passar as fotos que tirei para o PC T_T
E como meu post sobre compras no Ebay ainda não está pronto, eu decidi fazer um contando um pouco sobre minhas experiências no cosplay.

Ao longo dos anos a gente percebe o que gosta e o que não gosta nesse hobby. Eu juntei todos e montei uma lista em ordem crescente de ódio.

Dez coisas que eu odeio no cosplay

10º Lugar: Não ter dinheiro
Não é frustrante quando você decide fazer um personagem com vinte camadas de tecido, uma peruca do tamanho de um bebê hipopótamo e uma lente que só o elenco de Senhor do Anéis tem, e percebe que não tem nem um tostão furado no bolso. Ou pior, quando você tem o cosplay mais lindo do planeta, a apresentação tão magnífica que vai humilhar os vencedores do Globo de Ouro, mas não pode ir apresentar em um evento porque não tem grana sobrando para gastar?
Eu tenho vontade de me endividar e mandar a conta do meu cosplay para a Marta Suplicy toda vez que isso me acontece, afinal ela é ministra da Cultura e meu cosplay tem que valer como gasto do "Vale Cultura", né?
EIKE VONTADE DE SER RICA!



9º Lugar: Derreter nos eventos
Eu não sei quem foi o filho da puta que inventou sudorese, mas eu gostaria de saber porque tenho umas boas coisas para dizer a esse digníssimo senhor.
Eu detesto ficar três mil anos fazendo minha maquiagem impecável, colocando minha roupa magnífica e arrumando minha peruca lindíssima, e depois de 4,5 minutos de evento já estar parecendo o Sidney Magal depois de cantar Sandra Rosa Madalena.
A maquiagem derrete inteira, a peruca começa a encher de nós e quanto mais você tenta arrumar, pior ela fica. Ai, se você foi louco de usar um cosplay com manga longa, rola aquela pizza no cosplay que GESUIS DÁ VONTADE DE SE ENFORCAR COM A PRÓPRIA PERUCA!
Eu não sei quem inventou o calor, mas foi um maldito que não curtia cosplay.


8º Lugar: Não encontrar os materiais
Uma outra frustração na minha vida é ter que desistir de um cosplay, ou fazê-lo de um jeito mal feito porque não encontrei os materiais que precisava. PUT* QUO PARIU, como eu odeio isso!
Quantas vezes eu não precisei adiar meus cosplays simplesmente porque nenhuma loja de tecido da cidade vendia o tecido que precisava, ou então não tinha o corante certo para a minha resina e coisas assim.
Eu tenho vontade de escrever  uma carta para o cara que disse que o capitalismo é daora porque você pode comprar tudo o que quiser.
PEGA MEU DINHEIRO E ME DÁ O QUE PRECISO ENTÃO, SEU MENTIROSO!
Eu saio de casa querendo gastar dinheiro, e fico com a sensação que ninguém quer ficar rico às minhas custas nessa porr* XD



7º Lugar: "Filtrar" personagens
Tristeza de minha vida é decidir ir a um evento e não poder usar o personagem que quero, porque não tenho a peruca, ou porque minha lente ainda não chegou, porque não tenho tempo de costurar, ou porque estou sem dinheiro para fazer um personagem novo.
Eu me sinto como uma mãe que vê dois filhos se afogando, mas só consegue salvar um e precisa escolher o mais próximo.
Devia ter uma lei que proíbe esse tipo de coisa triste.



6º Lugar: Fazer cosplay contra o tempo vid4 lok4
Alguém muito sábio no passado disse que "Não se apressa a arte, caral*o!". Esse cara tinha uma sabedoria infinita, viu?
Eu odeio precisar fazer tudo das coxas e não deixar o cosplay do jeito que eu queria, simplesmente porque não tenho tempo para fazer melhor.
Tenho um ódio mortal de ter que varar noites para terminar um cosplay, porque eu gostaria de estar linda magnífica no evento, e preciso usar uns trecos presos com cola quente porque não tive tempo de refazer. Quem nunca deixou o quarto zoneado porque tinha quer terminar um cosplay pra usar no dia seguinte, né?



5º Lugar: Depender dos Correios
Se tem uma empresa nesse mundo que eu odeio, são os Correios.
Tá para existir empresa mais filha da p**a do que essa no mundo. Os caras estão pouco se lixando para as entregas, e tem a política do "Foda-se", que funciona basicamente assim: "Não gostou que amassamos sua caixa? Foda-se", "Não gostou que atrasamos a entrega do seu pacote por 2 meses porque deixamos ele preso na alfândega? Foda-se", "Perdemos seu pacote? Foda-se", "Cobramos uma taxa alfandegária 3 vezes maior do que deveria ser? Foda-se"
Tem apenas um prédio no mundo que eu teria um prazer luxurioso em explodir: o prédio dos correios.
Todo mundo que é cosplayer já teve experiências ruins com a entrega brasileira, e se não teve, acredite: você vai ter.
Eu tive experiências horríveis com as entregas, e tenho trauma e ódio até hoje.
Minha maior frustração é saber que não tem como mudar de empresa, porque só temos essa que funciona a nível nacional, e nem dá para reclamar no Procon, porque os Correios também são uma empresa estatal. Me sinto na União Soviética sem poder falar mal do comunismo.


4º Lugar: Juízes Dorgados
Eu não participo mais de competições porque cansei de ser tratada como lixo e ver que as competições no Brasil são uma piada, mas mesmo assistindo as competições eu continuo passando raiva.
Não tem nada mais frustrante do que assistir um campeonato e ver uma apresentação incrível, do tipo pracaralhamente foda, e ouvir a plateia em coro gritando "Já ganhou, já ganhou" e aí, na hora da entrega dos prêmios ver que aquela pessoa não conseguiu nem terceiro lugar, e que o vencedor foi uma apresentação super sem graça que faria até seu avô dormir uma soneca.
É muito nojento por parte dos juízes. Eu vejo muito isso em competições do pequenas, mas nas competições grandes é mais gritante.  Quantas vezes o vencedor não conhecia um ou dois juízes? Ou o cara que ganhou fez uma apresentação chata, mas era da séries preferida de um dos juízes?
Eu já discuti com muitos juízes, alguns amigos meus inclusive, porque discordava da forma como as notas são contabilizadas nos campeonatos.
Quando mais eu olho os juízes de competições, mais eu me convenço que só um outro tem curriculum para estar ali julgando o cosplay alheio. Nas competições a coisa que mais me irrita é a não qualificação dos juízes.
É como fazer um bolo de casamento gigantesco e perguntar para um gorila: " Então, o que você achou da arte desse bolo?"

3º lugar: Cosplayers Arrogantes
Esse top três foi realmente difícil de decidir qual deles é pior.
Cosplayers arrogantes são o tipo mais xarope de gente que existe. Acham que são os mais lindos do planeta e que ninguém pode nem sequer pensar em tocar neles. O cosplay do cara pode estar com linha solta e desmontando, mas ele continua com a pose de quem veio agraciado por Odin para o evento.
Eu adoro os cosplayers que vão para as convenções e tem horror a ficar fazendo pose para fotos. O cara faz o cosplay e não quer ficar parando para tirar foto?
Fica na sua casa, amigo! Ou então, já que você foi só para competir e não quer saber de "otaku nojentinho", como muito cosplayer chama por ai quem quer tirar foto dos cosplayers, vai de BURCA até o palco, assim ninguém te enche o saco, queridão.
Eu não tenho raiva de cosplayers arrogantes que acham que só Deus tem autorização para sequer falar com eles, eu tenho nojo e tenho dó, os mesmos sentimentos que tenho quando vejo uma barata.


2º Lugar: Cosplayers Imaturos
Eu não sei se eles são imaturos ou são arrogantes. Eu considero imaturos porque são aquele tipo de pessoa mimadinha que acha que tudo na vida gira ao redor dela. Eu digo que é imatura porque as crianças geralmente pensam assim, aí você cresce e percebe que nem tudo na vida são flores, mas tem um tipo de cosplayer que não caiu essa ficha ainda.
Aí vai para o evento se sentindo o Príncipe da Pérsia, acha que todo mundo TEM que tirar foto dele, e falar com ele, e elogiar ele. Aí passa alguém filmando e o cosplayer Imaturo só falta roubar a câmera só para aparecer.
O mais chato desse tipo de cosplayer é que quando eles entram em competições sempre dá treta. O cosplayer imaturo é acima de tudo paranoico, então ele acha que todo mundo na competição está tentando quebrar a perna dele antes de subir no palco, e que o juiz é amigo de todo mundo menos dele. Aí o cara não ganha e fica falando mil e uma besteiras sobre como o evento foi comprado, que os juízes conheciam fulano, que beltrano subornou não sei quem e todas essas merdas que gente sem talento fala para poder justificar as próprias falhas.
Cansei de bater  boca com gente assim, e foi um dos maiores motivos pelos quais larguei as competições. Eu DETESTO gente que se acha dona do mundo. Que acha que se você fez o mesmo cosplay que ela você copiou a lista de cosplay dela, que você está tentando copiar a vida dela e ser ela.
Gente, isso se chama egocentrismo e precisa de tratamento psicológico, viu?

1º Lugar: Falhas na Confecção do Cosplay
Se tem uma coisa que me deixa com vontade de arrancar os olhos de alguém com os dentes, é quando minha costura dá errado.
Eu sinto raiva quando meus acessórios dão errado, mas nada no mundo me irrita mais do que quando eu tento costurar e a máquina se recusa, ou quando eu demorei mil anos arrumando uma forma de costurar e na hora a linha escapa. Eu tenho vontade de quebrar a máquina, montar ela de novo só para quebrar a casa com ela e depois quebrar a máquina de novo.
Eu evito costurar por longos períodos sem comer, ou sem fazer uma pausa porque isso eleva meu estresse de tal forma que eu tenho vontade de quebrar a parede dando socos nela.
Eu sempre fico feliz quando termino um cosplay porque eu sei o quanto aquela porra me irritou para ficar pronta. E é sempre bom ver que meu bom humor não foi para o lixo a toa. XD
Depois de terminar de costurar eu sempre como algum doce ou assisto um filme que queria assistir, só para poder relaxar.
É o lado mais frustrante do cosplay, na minha opinião. Eu adoro o cosplay, mas dá um trabalho e um stress, que não tá escrito XD


Enfim, gente. Foi isso. Espero que todos tenham uma boa semana com feriado emendado que nem eu \o
E para vocês? O que é mais irritante no cosplay?

Lendo:
"A Revolução dos Bichos"
De George Orwell

Joguei:
"Plants vs. Zombies" (Nintendo DS)
"Legend of Zelda: Phantom Hourglass" (Nintendo DS)

Assisti:
"João e Maria - Caçadores de Bruxas" (2013)
"De volta para o Futuro" (1985)
"007: Operação Skyfall" (2012)

Música Viciante da Semana:
"Faroeste Caboclo" do Legião Urbana

"A toalha é um dos objetos mais úteis para um mochileiro interestelar. Em parte devido a seu valor prático".
"O guia do Mochileiro das Galáxias " de Douglas Adams

19 maio 2013

Compras Level: Eike Batista

Oi gente, como passaram a semana?
Todo mundo bonito taking the Hobbits to Isengard? É isso?
Essa semana eu fiquei de boa. Tive uns seminários e tals. Participei de umas greves vid4 lok4 na faculdade e cá estou eu.

De tempos em tempos eu preciso montar uma lista de coisas para comprar, porque caso contrário fico comprando inutilidades e meus cosplays nunca saem.
Decidi comprar coisas cosplayísticas a partir do mês que vem, então essa é a lista desse ano.

 Perucas:

 Peruca Loira Média sem franja - R$28,00 no Ebay

Peruca Loira Longa com Franja - R$30,00 no Ebay 

 Peruca Longa Loira Cacheada - R$40,00

 Peruca Azul/Verde Longa - R$45,00 no Ebay

Peruca Marrom Alaranjado - R$40,00 no Ebay

Acessórios:

 Meia Calça na cor Roxo - R$16,50 no Ebay

 Meia 7/8 sem renda nas cores branco e rosa. - R$11,50 cada no Ebay

 Óculos de Tiro na cor amarela - R$ 6,00 no Ebay

Lentes:

Green 14.00 mm da Geo - R$50,00 na Pinky Paradise

E é isso, gente. Se eu somei certo, uma certa cosplayer vai ficar R$ 278,50 mais pobre, sem contar os impostos do governo e taxas bancárias. Depois que digo que cosplayer é pobre ninguém acredita.

Esse post é mais para eu poder me organizar do que outra coisa, mas eu sempre gosto de saber o que as outras pessoas precisam para fazer seus cosplays, por isso eu publiquei.

Enfim, chorem de pobreza comigo, desculpem pelo post curtinho e boa semana para todos!

Lendo:
"O Pacto" 
de Joe Hill

Joguei:
"Plants Vs. Zombies" (Nintendo DS)

Assisti:
"A Orfã" (2009)
"Alexandre" (2004)
"A Ilha" (2004)
"Harry Potter e a Pedra Filosofal" (2001)
"Jogos Vorazes" (2012)
"Game of Thrones S.3 Ep.7" (2013)

Música Viciante da Semana:
"Gentleman" do Psy

11 maio 2013

Agora sou médica: Médica da Alegria!

Oi, gente!
Como passaram a semana? Bem? Bonitos?
Eu melhorei da minha doença toda, mas meu horário de sono ficou todo bagunçado.  Ainda não consegui arrumar minhas dormidas, e tenho ido dormir às 2 da manhã e acordado às 6 e meia. Não foi uma semana fácil. Eu deveria ter estudado para uma prova de química analítica,  pergunta se estudei? Só penso em dormir e assoar o nariz XD

Essa semana o post é sobre  projetos de extensão que estou participando aqui na UNesp.
Uma das coisas mais bacanas que percebi na Unesp é que ela é infinitamente mais engajada em projetos de extensão e socialização dos alunos da faculdade com a comunidade local de várias formas.
 É uma coisa que eu não via na USP, mas a UNESP é absolutamente repleta de oportunidades de você interagir com as pessoas, e devolver, de certa forma, o investimento que a sociedade faz quando paga a universidade pública.
Eu me considero uma pessoa bem ruim, e sou bastante filha da pu** quando quero, principalmente com pessoas que considero folgadas e irresponsáveis, mas eu tenho muita vontade de ajudar pessoas que realmente precisam.
Eu tenho uma forte educação crítica e política, e isso me faz ser muito revoltada com situações que considero humilhantes e degradantes para com pessoas que não tem condição de se defender. Vocês não conseguem imaginar o ódio e desprezo que sinto por pessoas tratam mal pessoas carente, principalmente em locais públicos, como hospitais e instituições burocráticas.
Minha bagagem intelectual simplesmente  me impede de ver algo que considero injusto e não fazer um barraco expondo o filho da puta à máxima vergonha que eu conseguir fazer ele passar.
Quando tive a oportunidade de me inscrever em projetos que lidam diretamente com pessoas que precisam de algum tipo de apoio, eu não pensei duas vezes para me inscrever.

A UNESP de Botucatu tem muitos projetos de extensão, em muitas áreas diversas, para ajudarmos a comunidade da forma que pudermos. Projetos de conscientização sobre saúde, saneamento básico, alfabetização de adultos, combate às drogas em áreas pobres, cursinhos gratuitos para alunos de baixa renda que queira prestar vestibular, visitas a hospitais...
Eu realmente gostaria de me inscrever em tudo, mas eu não tenho tempo hábil para isso, então comecei com alguns projetos esse semestre, e no próximo semestre posso escolher outros para participar, tudo isso encaixando nos horários que tenho livre.
Nesse semestre me inscrevi em dois projetos que eu realmente gostei bastante: os Médicos da Alegria e o Biblioteca sobre Rodas.


O médicos da Alegria é um projeto muito bacana que com certeza todo mundo conhece, é um projeto que faz uso de Palhaços de Hospital.
Eu sempre quis fazer algo assim e fiquei muito feliz em saber que os  alunos da Unesp visitam os pacientes do Hospital Universitário, que fica dentro do campus, há mais de dez anos!
Eu participo às quartas-feiras a noite, depois das minhas aulas, em companhia de uma das minhas colegas de  curso. Nós brincamos que o projeto deveria se chamar BIOmédicos da Alegria, porque a maioria dos participantes é da Biomedicina. É claro que os outros cursos participam bastante também, temos amigos da Medicina e da Fisica Médica que sempre estão lá brincando com as crianças da pediatria também.
É um projeto muito bacana, especialmente para cursos como a Biomedicina e a Física Médica, porque embora sejamos da área da saúde como nossos amigos da Medicina e da Enfermagem, nós raramente teremos contato com pacientes de forma direta. Nossos trabalhos são por trás das cortinas, em um trabalho silencioso, mas igualmente importante, e esses projetos de extensão são uma forma de nos aproximar das pessoas ao nosso redor.


Eu tenho visitado muitas crianças, porque nas quartas ficamos restritos à Pediatria. Eu realmente aprendi a fazer bichinhos de bexiga agora! Sempre quis aprender a fazer isso XD
Eu adoro crianças, mas não costumava ter muito jeito com elas.
É claro que eu sofro as vezes, como na minha última visita, em que um irmãozinho de um paciente roubou meus óculos e fugiu pelo corredor. Minha miopia é meio grave e eu simplesmente não conseguia encontrar o menino depois! hauhsauhsuahushahs XD
Tirando esses contratempos é muito bacana ver os rostinhos felizes nos corredores quando passamos, e não digo só de crianças, os acompanhantes e residentes riem conosco também.
A gente canta, brinca e anda por todos os lados que podemos. É muito surpreendente o quanto você consegue deixar uma criança feliz com uma bexiga e um fantoche peludinho. S2



 Coisas que aprendi a fazer com balões o/

Um outro projeto que participo é o BSR: Biblioteca Sobre Rodas.
Eu confesso que tenho um carinho maior por ele, provavelmente porque lidamos com pessoas mais velhas nesse projeto.
As crianças são realmente fofas, mas nós estamos lá para distraí-las somente, brincar com elas e fazê-las esquecer que estão presas ao hospital por alguns momentos.
O BSR acontece nas quintas-feiras na hora do almoço e passamos de quarto em quarto levando livros para os pacientes e seus acompanhantes.  O projeto leva esse nome porque levamos os livros em carrinhos e cestinhas de supermercado e oferecemos à eles.
Eles podem escolher os livros que querem e podem levar os livros para casa depois, caso não tenham terminado de ler até o final da internação.
As pessoas gostam muito mesmo de revistas, especialmente de culinária, e de gibis de crianças.
É um projeto muito interessante porque conversamos com as pacientes, elas nos contam um pouco da sua vida e de como estão. É bacana ver como elas simplesmente querem alguém para conversar, e como cada pessoa tem uma vida diferente de outra. Algumas vem de tão longe para se tratarem em Botucatu! É muito interessante.


Minha graduação tem duração de quatro anos, e pensei que só poderia ajudar ou fazer algo de importante com pessoas depois de anos de formada.
Tem sido muito bom saber que posso fazer algo de bacana durante os meus estudos, especialmente estando longe de casa, é bom saber que ajudo alguém de alguma forma, e que pequenas coisas fazem muita diferença.
Esse post não tem fotos da minha pessoa visitando os pacientes porque não achei ético fotografar as pessoas do hospital, principalmente as crianças.

Lendo:
"O Pacto" 
de Joe Hill

Joguei:
Plants vs Zombies (DS)

Assisti:
"A Órfã" (2009)
"Game of Thrones - Season 3 Ep.6"

Música Viciante da Semana:
"Whatever" do 4Minute

"Em breve o ferro assassino, tinto de sangue, aniquilará, para sempre, a raça Agamémnon, ou restituir-lhe-á o brilho, a liberdade, o cetro e os bens de sua antiga herança."
"As Coéforas - Ato Quatro- Cena II" de Ésquilo

04 maio 2013

Peruca Nova, Doença Nova, Exorcismo Novo!

Oi, gente bonita!
Como passaram a semana? Bem? Com gripe?
Eu tive faringite e fiquei de cama por dois dias. Sorte minha que teve feriado prolongado na minha faculdade e fiquei doente na casa de minha mãe, então ela cuidou de mim. Se estivesse sozinha teria morrido! *draminha*
Enfim, foi triste. Precisei ir ao hospital, tive uma reação alérgica gigante à injeção contra dor que recebi e quase desmaiei. Ficou tudo preto, meus ouvidos taparam, tive náuseas e minha mãe
 precisou da ajuda de um segurança e um enfermeiro gigantes para me colocarem na maca até eu melhorar.
Muito louco, gente. Muito louco.
Eu, particularmente, achei a experiencia muito fascinante. Essa coisa do seu corpo reagir violentamente à uma substância estranha no seu corpo e tals, mas eu estudo biomedicina e passo minhas tardes fuçando em ossos de gente morta. Então minha opinião não conta tanto, em questão de sanidade. XD

Essa semana eu recebi uma peruca!
Ela era da Pet, e compramos faz anos para o cosplay de Grell, que ela fez no nosso grupo fofinho de Kuroshitsuji.
Ela não usava mais a peruca então resolveu me dar. Eu agradeço muito a boa vontade das pessoas em me darem perucas de fio tão bom *u*
Ela é de um vermelho bem bonito, parecido com a que usei no cos da Viúva Negra, só que suuuuuper mais comprida.
No momento eu não tenho projetos nos quais possa usá-la, mas penso em usá-la em meu possível cosplay de Shana, ou de Yoko Littner, que tal?

Fio depois de exorcizado 

O único problema dessa peruca foi que ela estava há anos sem ser usada. Então tinha nó para todo lado.
Poucas vezes eu vi o capeta possuir uma peruca, mas essa vermelha estava totalmente endemoniada.
Eu sou muito Rambo quando o assunto é estilizar perucas e não tenho medo de exorcizar a demônia até que   ela tome rumo na vida.

Como tirar nós e reduzir volume:

Muita gente tenta arrumar essas perucas passando cremes e penteando com cuidado. Isso dificilmente resolve, porque quanto mais creme, óleo ou qualquer outra porcaria que você passar na peruca, mais melecada e ruim de arrumar ela fica. O segredo é lavar para tirar tudo de tranqueira que tem nela, NÃO passar creme e em seguida usar a única coisa no mundo que tira o capeta de peruca: calor.

Peruca antes de alisada, com fio todo fodido

Se sua peruca é resistente a calor eu te aconselho a passar chapinha na danada até ela ficar lisinha e fácil  de pentear.
 Se ela não for resistente ao calor, você mete ar quente do secador nela até a capeta ficar domada.
Eu costumo dizer que perucas são como crianças pequenas. As vezes elas tentam te testar, para ver até onde vai sua paciência e seus limites. Nessa hora você precisa ser firme e mostrar quem está no comando da situação, e qual é o lugar da criança na família. A quem ela deve respeito, o que deve ou não fazer.
Se você não ensina esses limites, as crianças crescem rebeldes e mimadas, sem a noção de respeito e regras.
As perucas são assim também. Se você não mostra quem é que manda na situação, a maluca fica doida e se enche de nós, embaraça pra sempre e arma mais que o capeta de cueca na esquina.
O segredo é não ter medo, e mostrar pra ela quem é que manda nessa poha. Afinal, uma peruca é só uma peruca, se ela não servir mais você joga fora e compra outra. Não precisa ter medo dela, ou de estragá-la. Sempre haverá outra para substituir. Então crie coragem e força na peruca!
A minha ficou muito boa depois de uma surra de chapinha e dificilmente dá nó. É pura mágina.

Peruca depois de alisada :3 Fio ficou como na primeira foto.

Enfim, isso foi o que aconteceu de novo na semana. Esse post foi só pra mostrar a cor e o tamanhão dessa peruca.
Eu tenho tantas coisas para chegar pelos Correios!

Espero que cheguem logo para mostrar tudo aqui =3
Boa semana para todo mundo, e espero que não fiquem doente como eu estou.

Lendo:
"Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar" 
de Dangelo e Fattini

Assisti:
"Iron Man 3" (2013)
"Game of Thrones - Season 3" Ep.2, 3, 4 e 5
"V de Vingança" (2006)
"The Matrix Revolutions" (2003) 

Música Viciante da Semana:
"Rebirthing" do Skilled

"Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante."
"A Batalha do Apocalipse - O manuscrito Sagrado dos Malakins" de Eduardo Spohr