18 novembro 2018

Brasil Game Show 2018


Oi, gente!
Como estão?

Eu não sei exatamente porquê essa postagem ficou como rascunho por mais de 2 semanas sem ser publicada.
Era pra ter vindo pro blog em Outubro e só veio agora. Vai entender, né?
Outubro foi um mês caótico mas muito mágico para mim.
Eu finalmente visitei um dos eventos que mais queria conhecer desde adolescente: A Brasil Game Show.



Por uma série de motivos que provavelmente vou compartilhar no próximo post eu decidi fazer muitas coisas esse ano.
Ir neste evento que queria ir desde jovenzinha foi uma dessas coisas.
Eu me organizei de maneira mutcho insana e consegui comprar o ingresso em cima da hora e arrumar uma caravana para poder ir para São Paulo sem ter que me preocupar com linhas de metrô e essas coisas.
Foi mara.


A BGS tem uma estrutura que lembra muito a CCXP e a Bienal do Livro (que também fui esse ano! YAY Falei sobre ela uns posts atrás), mas os estantes e as lojinhas são bem mais tranquilos de visitar do que a Comic Con por exemplo.
Consegui visitar praticamente todas as lojas, comprei várias coisinhas, foi bem produtiva nesse aspecto.


Para jogos foi bem legal, eu pude ver praticamente todos os estandes e achei todos tão gracinha.
Fiquei fascinada com vários jogos que não conhecia ainda que estavam em demonstração por lá.
É claro que como tudo não é perfeito nessa vida os jogos que eu me interessei não consegui jogar porque a fila estava quilométrica, mas sinceramente conversei com amigos que visitam a BGS com frequência e me disseram que o interessante é você já  ter olhado os standes com alguma antecedência no site e já ir FOCADO no que quiser jogar pra encarar as filas cedo e conseguir aproveitar os demos.
Vou fazer isso pro ano que vem. 


No quesito cosplay eu decidi usar a Bowsette de última hora. Foi glorioso pq foi um cosplay bem fresquinho que ainda estava bem hypado por lá. Tirei muitas fotos, distribuí muitos cartões e encontrei muita gente. Conversei com MUITA MUITA gente de diferentes estandes. Foi uma experiência com cosplay que não tinha faz algum tempo.
Estou nessa vaibe de cosplay conforto acima de tudo e tem sido algo muito bom realmente.
Como coisa ruim eu cheguei no guarda volumes cosplay no momento PRECISO em que ele lotou então precisei ficar carregando a minha mala de rodinhas pelo evento todo. Deus.
Confesso que foi até bastante OKEY tendo em vista que essa coisa de bolsa de rodinhas foi uma revolução na minha vida. Acho que vou fazer um post sobre isso qualquer hora pq mudou minha vida pra sempre no quesito eventos.

As fotos de minha Bowsette estão vindo pro Blog em breve, eu refiz os chifres e adicionei detalhes na coroa que ainda não tinham quando fiz o ensaio. Coloquei uma meia e uma sainha pra ficar menos desconfortável no quesito TOO SEXY FOR THIS CONVENTION e usei uma rasteirinha pq não sou obrigada a nada de salto nessa vida. Obrigada. De nada.
Agradeço a todo mundo que tirou fotos comigo e me mandou depois. Vocês são maravilhosos, sinceramente.
Eu tava toda queimada de uma marcha #elenão que fui duas semanas antes, e mesmo assim vocês me acharam fofa. 

Glória!


P.S.: Dei entrevista para a IGN lá, se vocês encontrarem a filmagem por ai podem me enviar? Nunca acho esses filmes que faço em eventos. Minha mãe fica até triste hahahaha
Beijos

12 outubro 2018

Testei a Massa de EVA !

Oi, gente.
Como estão?
Eu sei que estou atrasada pra postar aqui meus ensaios lindos que fiz, mas eu juro que logo eles vem pra cá.
EU JURO. É que tá tudo acontecendo de uma vez na minha vida e tem sido corrido. Raramente estou ligando o PC e fica meio impossível fazer posts pelo celular.
Já tentei. É verdade.


Quero falar rapidinho dessa massinha de EVA que todo mundo estava falando e finalmente consegui testar.
Eu estava muito descrente desse negócio, juro. Não achei que fosse tão interessante nem tão útil assim, mas fui comprar uns tecidinhos no centro e lá estava ela, a bendita Massinha de EVA pra vender. Comprei 3 pacotinhos pra testar.
Paguei R$6,50 aqui na lojinha de artesanato careira. É quase o mesmo preço que pago em pacotinhos de biscuit, (sim, eu sei que dá pra fazer biscuit em casa, mas eu não consigo, então eu compro pronto toda vez que preciso, peço perdão pelo vacilo).


Ela vem em várias cores, eu comprei todas da mesma, rosinha que é boa de pintar por cima e tals. Tem cores escuras também.
Tem um cheiro fraquinho que não é ruim. É super macia de moldar, quase na mesma consistência de massinha de modelar de crianças.
Pra puxar parece muito chiclete, mas ela se enrola bem facinho e é muito gostoso de moldar. Ela cobre superfícies super bem, e fica bem rigidazinha se você precisa fazer esculturinhas sem uma base de estrutura.
Ela não mancha nada e seca rapidinho. Pra ter uma secagem boa mesmo eu deixei de um dia para o outro, mas em umas 5 horas ela já está bem durinha e acredito que já dê pra fazer acabamentos tranquilamente.
Essa massinha tem duas magias incríveis. Ela seca e fica parecendo que você moldou uma folha de EVA mesmo, sem as marcas de soldas de material. O que já achei 10/10.
E a segunda coisa legal é que ele gruda em folhas de EVA super bem. Eu usei pra fazer as  bolinhas na coroa da minha Bowsette, que tinha feito usando EVA 4mm. Ela grudou super bem, não precisei aplicar cola nenhuma. Só grudei e depois que secou ficou maravilhoso de tão firme.



Pra pintar é a mesma coisa que uma folha de EVA normal, só aplicar um primer pra selar e meter tinta por cima.
Dá pra cortar e apertar fofinho igual EVA normalmente.
O que eu mais gostei e me fez colocar esse material na lista de MELHORES MATERIAIS QUE JÁ TRABALHEI NA VIDA foi o fato de que ele é MUITO fácil de lixar.
Além de ser super fácil de moldar e cobrir superfícies com ele você consegue deixar ele super lisinho depois que seca, algo que eu não consigo fazer com as folhas de EVA.
Eu cobri meus chifres da Bowsette com ele e ele ficou com essa aparência.



Daí quando secou lixei com uma lixa d'agua e sem colocar força nenhuma pra lixar ele ficou assim:


E gente, é MUITO leve. Pesa o mesmo que as folhas de EVA 2mm que a gente compra normalmente. Fica muito bom. Eu tô fascinada com esse negócio.
Vou aplicar em tudo agora. Nunca mais vou usar biscuit pra detalhes na minha vida.
Que emoção.
Ele vem numa embalagem com vedação pra vc guardar o que não usar. Ainda estou testando o quão eficiente é esse saquinho, por ora achei okey porque raramente sobra no pacotinho mesmo.

Espero que esse material fique conosco por muito tempo, e que não seja uma daquelas coisas que de repente desaparece do mercado, porque NOSSA ISSO É BOM DEMAIS.
Recomendo pra todos.
Beijos!

15 setembro 2018

O que ando costurando?

Depois da surra de ensaios que levei fazendo um atrás do outro loucamente, voltei a rotina de preparar cosplays novos.
Eu estou bem feliz com a minha rotina de trabalho nova, porque consigo fazer tudo o que preciso nos meus dias de folga, isso é tão bom. Fico feliz de verdade.

Eu estou preparando um zilhão de coisas ao mesmo tempo e acredito que no meio de tanta bagunça vou conseguir terminar TUDO a tempo dos ensaios de final de ano.
Estou preparando a Sonya Blade para a BGS.
Foi um parto escolher qual cosplay usar e cogitei muito seriamente simplesmente não usar nada lá.
Mas né? Vamos tentar, por que não?



Eu estou emocionada demais em anunciar que encontrei o tecido perfeito para a Sansa temporada 6!
Meus olhos chegam a marejar de verdade olhando essa obra prima do mundo da costura. Eu já tinha comprado um veludo para ela, mas depois de zilhões de tentativas de chegar no tom certo eu simplesmente desisti dele porque não estava certo.
AAAAAAAA MARAVILHOSO.
Não pretendo usar a Sansa em nenhum evento específico por hora, mas quero terminar o mais rápido possível porque tenho ideias maras de ensaios para ela, e preciso fotografar antes do calor do capeta voltar.

Estou com tempos livres nas folgas e andei costurando várias coisinhas para uso próprio da vida fora do cosplay.
Achei bem fofinhos e quis compartilhar, porque afinal de contas COSTURA é um hobby para mim também e tinha vários tecidos fofos aqui guardados há muito tempo.


É uma coisa realmente difícil de lidar e perceber que as vezes você precisa parar para pensar sua real motivação para alguns personagens.
Você realmente gosta daquele personagem ou só quer fazer a roupa dele e vestir porque é maneira pra caramba???

Eu precisei meditar muito sobre isso durante um tempo e tem me ajudado a direcionar meus cosplays e costurar roupas para mim mesma.
Refletir sobre isso me ajudou muito nos meus gastos porque praticamente todo a sobra de salário ia para cosplay e eu sempre me dava uma desculpa para não comprar roupas e sapatos. Tenho aprendido a cuidar mais da Di fora do cosplay. E isso, por incrível que parece, me ajudou muito a cuidar melhor do cosplay. Vai entender, né?



Enfim, fica ai um questionamento para vcs todos que tem o mesmo problema de gastos no cosplay também.

01 setembro 2018

25ª Bienal do Livro de SP

Oi, gente!
Demorei mas finalmente um post pra falar da Bienal!!
Eu tinha declarado uns meses atrás que pretendia ir na Bienal desse ano.
Era um dos vários eventos que nunca tinha ido, embora quisesse muito sempre.
Várias coisas estavam no meu caminho de fazer todas as viagens que pretendia para esse ano, mas já está tudo praticamente resolvido.

No fim decidi não ir com cosplay na Bienal porque realmente fui lá para comprar coisas, e ver o evento inteiro.


Eu também pretendia ver acompanhar algumas pessoas e estar de cosplay torna esse processo todo muito incômodo.
Então fui de mim mesma, fã de livros conhecer essa feira que sempre quis conhecer.

Estive com o amado e com a Sakura, que foi minha colega de quarto durante a faculdade.
Depois de 2 anos separadas conseguimos nos ver. Fiquei imensamente feliz.
Foi ela que me introduziu àquelas bebidinhas com bolinhas dentro que NOSSA QUE COISA MARAVILHOSA QUERO NOVAMENTE.
Realmente para livros a Bienal estava maravilhosa.
Consegui comprar livros legais por 5 dinheiros apenas.


 Eu consegui comprar o gigantesco Mulheres Perigosas por menos de finty reais, e também comprei o Morte da Luz do Georjão que queria ler depois de ver umas resenhas por ai, né?
Inclusive, George Martin um dos autores mais presentes na Bienal sem dúvidas, todo canto tinha uma banquinha dele. Esse homem deve estar rico demais, sinceramente.
Eu fiquei um pouco chocada com a quantidade de livros de Youtubers na feira. Eu nunca imaginei que tivessem TANTOS dessa maneira.
Vários inclusive com estandes imensos e coloridos. Jamais esperei.


Para mangás a Bienal não estava boa, o que é meio compreensível, né?
Os preços da Comix estavam bem salgadinhos para o meu gosto, e não consegui completar a coleção de NURA porque faltava no estande precisamente o volume que eu preciso. É muita má sorte, sinceramente.
Consegui comprar só o All You Need is Kill com a arte do Takeshi Obata, que é um dos artistas de mangá que mais gosto.
Esses demônios estavam 22 reais cada, e parando pra pensar de maneira racional agora aqui na minha casa, eu tive a capacidade de gastar mais na Bienal com 2 mangás, do que com todo os livros JUNTOS.
Eu sou muito trouxa, sinceramente.


Enfim, foi uma feira muito legal que espero poder revisitar no futuro para comprar tudo o que eu tiver direito.
O único livro que realmente queria muito e não consegui encontrar foi uma versão específica de O Retrato de Dorian Gray, que achei que encontraria lá e não consegui. Talvez eu não tenha olhado no lugar certo.
Mas tudo bem, a internet está ai pra isso, né? Só preciso procurar com calma da próxima vez.

É isso que eu tinha pra contar!